domingo, 11 de julho de 2010

A lógica da sorte


 Sorte no jogo, azar no amor. Sorte no amor, azar no jogo.  A questão envolvendo a sorte sempre me interessou e desinteressou ao mesmo tempo. Basta pensarmos exatamente no que ela condiz.De início, a sorte pode ser considerada a palavra feliz e saltitante que representa o acaso de resultado positivo, certo? Afinal, se você escorrega num casco de banana, é o acaso negativo. Já se você encontra um bilhete premiado jogado no lixo, eu te odeio. Portanto, a sorte é uma das possíveis vertentes do acaso, sendo o azar a outra e a indiferença uma variável que só serve pra complicar. Mas aí entra outro complicador na questão. Se tudo que nos envolve a todo o momento é feito de combinações infinitas de acasos constantes e intermitentes, nossa vida pode estar sendo diretamente moldada também pela interferência positiva ou negativa de cada acaso (pausa pra respirar :o ). Em curtas palavras: o que você é e tudo o que te envolve depende da sua sorte, azar ou indiferença. Claro que há o argumento de que “é só você se dedicar que você consegue”, mas novamente, para você se dedicar, terá que ter experimentado infinitos acasos durante toda a sua existência que moldaram sua personalidade de forma a ser batalhadora e persistente.Aí tem quem coloque figa, pé de coelho, arruda, tome banho de sal grosso, pendure a foto da sogra de cabeça pra baixo com um olho de galinha dentro de um copo de vidro e uma gota de azeite, sempre pensando em manipular a questão da sorte e do azar. A diferença é que, aqui, muitos preferem utilizar a expressão “energia”. Você afasta as energias negativas para só receber as positivas. Ora, o que seria isso se não a tentativa de melhorar as influências do acaso? Sorte, azar ou indiferença. Todos queremos sorte e muitos vão até o fim do mundo para conseguí-la.
Mais cada um pensa diferente do que é realmente a SORTE basta apenas acreditar e correr atrás que ela não vai vim sozinha sem nenhum esforço seu. Isto tudo depende de você ou do seu pensamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário