quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Silêncio .

Silêncio, seguido por um suspiro calmo, uma noite, um céu... e silêncio. Há dias em que momentos assim parecem estar extintos. Mas é questão de vontade também, é questão de paciência, de estado de espirito, de situações. Hoje é tudo tão calmo, mas não vazio, só calmo mesmo. Alguns memórias estão tão distantes, a ponto de parecer não pertencer mais. Seria só um pensamento, um momento de paz. Memórias são essenciais. Eu procuro outro caminho agora, mas eu procuro com a alma que eu ainda não conheço completamente. Mudei tanto, pensamentos voam longe, os que um dia foram certeza. Agora é uma realidade diferente, é um caminho totalmente desconhecido, são vontades, são deveres e são sentimentos. Analisando não chego a conclusão, chego a começos. Nunca fui boa para começos, talvez por não me adaptar a finais, continuo procurando aquela continuação, dessa vez não pode ser meu foco. Não acredito que só os de verdade continuarão, pois há aqueles que a vida leva para melhor, o que não quer dizer que não foram de verdade. A música dançante toma conta do silêncio dessa madrugada. E o sono foge outra vez. Me fazendo lembrar de tudo que eu passei . 

Nenhum comentário:

Postar um comentário